sexta-feira, 20 de setembro de 2013

O que não tem remédio...


Pois parece que não vale a pena fazer birra, espernear, fazer beicinho ou coisa que o valha. Consta que ele vai-se mesmo embora já este fim-de-semana, quer eu queira quer não. Pelo que eu, apesar de nada conformada, decidi fazer-lhe uma despedida em grande (a ver se o safado* se apercebe do quão é importante na minha vida e não demora muito a voltar) em modo praia, ali para os lados de Tróia (com direito a hotel e tudo).

 Vai ser a estreia da nossa combinação de um fim-de-semana fora de Lisboa a cada dois meses. Aqui pertinho que não há pachorra para grandes viagens (essas ficam para o próximo fim-de-semana, quando formos à terra de senhor namorado).


*Adenda: O safado é o Verão. Não é senhor namorado. Esse, até ver, ainda não está com vontade de fugir de mim ;).

2 comentários:

  1. :)
    estava a estranhar o post... felizmente para ti, é o verão... não é grave, mais verões virão! :)

    ResponderEliminar