quinta-feira, 20 de maio de 2010

Juro que me esforcei por ser má e não dar o braço a torcer, porque há que manter uma certa malvadez nestas coisas, sob pena de perdermos toda a credibilidade numa discussãozita que venha a surgir no futuro, mas assim não dá caramba! E eu até me estava a portar bem!

Mas, quer dizer, uma pessoa sai do ginásio e dá de caras com ele, à porta da faculdade, acompanhado de todos os amigos e mais algum, e vai fazer o quê?
Armar-se em fina e passar sempre, sem dizer nada, de nariz empinado, alimentando a curiosidade alheia ("Ih, já viste? Eles não se falaram!", "Ena pá, deve ter sido grave!", "Será que é desta?"), quando o caso não passa de um arrufo estúpido?

Pois é, lá tive eu que lhe espetar um beijo seco, acompanhado de um sorriso amarelo e de uma frase entre dentes "Não penses que te safaste assim tão facilmente". Mas ele fez aquela cara marota e não deu para resistir! Juro que não deu!

4 comentários:

  1. Não sei se é pra rir, mas bem que imaginei a cena... e achei-a engraçada!!

    Bjs

    Lu

    ResponderEliminar
  2. Fizeste bem! Se é apenas um "arrufo estúpido", não vale a pena perder tempo com isso...

    ResponderEliminar
  3. Oi!!!
    Quer uma CAMISETA DA PETIT ART Grátis?
    Então vai lá na PETIT ART e saiba como...
    Espero vc lá*:]
    bjo bjo

    ResponderEliminar
  4. Para a próxima podes sempre dizer adeus de longe egritar: "estou mesmo cheia de pressa, tenho de ir dar comida ao cão!"

    Brincadeira.

    ResponderEliminar