domingo, 6 de maio de 2012

Desde o dia 20 de Dezembro de 2011 que não sinto o calor do teu  abraço, que não te digo ao ouvido que te amo, que não nos pegamos ao vivo, que não me dás os mesmos conselhos de sempre, que eu já estou fartinha de ouvir (e que mesmo assim continuam a ser úteis, apesar de eu nunca admitir) antes de me veres subir as escadas no aeroporto (e ficares a olhar para mim até eu desaparecer lá em cima, nunca antes disso), esquecendo-te que entretanto já sou adulta e se calhar até já viajei mais do que tu.


Hoje a saudade é mais que muita. Hoje custou muito ouvir a tua vozinha triste a 980km de distância. Hoje tomei consciência que tu - vocês - não merecem que eu queira tanto armar-me em cidadã do mundo e por vezes me esqueça que a Madeira - ou pelo menos uma parte dela: vocês - tem que continuar a fazer parte do roteiro, e com mais frequência do que tem acontecido. Porque vocês merecem isso. Porque vocês merecem tudo.

3 comentários:

  1. Simplesmente lindo!!!!Jinhos LUAMAR

    ResponderEliminar
  2. Que Ternura! Que mãe feliz será a tua por te ter como filha!

    ResponderEliminar
  3. Lindo!!!

    Mais deu um nó na garganta ao ler...


    Bjo

    ResponderEliminar